quinta-feira, 27 de setembro de 2018

Book Haul | Maio a setembro 2018


Olá. O último Book Haul que postei aqui no blog foi em abril e o motivo é que não tenho comprado muitos livros. Como tenho uma boa quantidade de livros na lista de espera para ler, decidi não comprar livros por um tempo (junto ao fato de eu estar apenas estudando no momento), mas que eu quero comprar alguns livros na Black Friday, isso é certo, dependendo se os preços estiverem bem em conta. Porém, fiz uma troca, ganhei um livro e fiz uma pequena compra no sebo no período de maio a setembro. Confira abaixo os livros e também alguns marcadores:

A CASA TORTA de Agatha Christie: Eu troquei com a minha irmã o meu exemplar de A Culpa é das Estrelas com a capa do filme por esse livro da Agatha Christie. Quero muito ter esse primeiro contato com a autora, que também vai ser minha primeira vez lendo o gênero Romance Policial. Saiba mais sobre o livro aqui.


HEROÍNAS de Laura Conrado, Pam Gonçalves e Ray Tavares: Eu ganhei esse nacional lindo de aniversário da minha irmã. Eu já li e favoritei esse livro que é tão GIRL POWER. Clica no título dele para conferir o que eu achei dos contos.


Os próximos três livros desse Book Haul foram comprados no sebo!

A SOCIEDADE LITERÁRIA E A TORTA DE CASCA DE BATATA de Mary Ann Shaffer e Annie Barrows: Eu fiquei muito feliz quando encontrei esse livro no sebo! Eu amei o filme, que tem o mesmo nome e é original da Netflix, e fiquei curiosa para ler o livro quando soube que existia. Então eu estava com altas expectativas para encontrar ele no sebo, mas quando enfim eu peguei ele nas mãos, eu era a pessoa/leitora mais feliz desse mundo. Eu já li, então clica no título do livro para conferir o que eu achei da história.


EM ALGUM LUGAR NAS ESTRELAS de Clare Vanderpool: Eu nem acreditei quando vi esse livro no sebo. Peguei ele e não larguei mais, haha. Estou muito empolgada para ler, mas acredito que só em 2019. Ah, e a edição do livro é linda e perfeita. Saiba mais sobre o livro aqui.


TASH E TOLSTÓI de Kathryn Ormsbee: Eu fiquei sem palavras quando vi que tinha esse livro no sebo. É um YA LGBTQ+ que vai contar sobre uma garota assexual romântica. E eu acho essa capa linda!!! Quero muito ler em 2019 também. Saiba mais sobre o livro aqui.


Essa bolsa de pano eu ganhei da minha irmã e os marcadores vieram de vários lugares:




Abraços e até a próxima!

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

TBR: Livros que quero ler em setembro e outubro 2018


Olá. Hoje vou mostrar a minha TBR com os livros que vou ler nos meses de setembro e outubro. Sim, já passamos da metade do mês, mas como eu gosto de postar as coisas em uma ordem e demorei para postar as leituras do mês, acabou que saiu tudo atrasado, haha. Bom, decidi que vou ler apenas um livro em cada mês, pois a faculdade está exigindo muito de mim. Estou fazendo estágio (curso Pedagogia!) e tudo pede tempo e dedicação, então diminuí a quantidade de livros porém estou lendo todos os dias (sempre à noite antes de dormir) uma certa quantia de capítulos. Abaixo você confere um pouco sobre os dois livros:


QUANDO TUDO FAZ SENTIDO de Amy Zhang: "Liz Emmerson é uma garota popular no colégio e tem uma vida aparentemente invejável. Por que ela tentaria tirar a própria vida, simulando um acidente de carro depois de assistir a uma aula sobre as Leis de Newton? Neste surpreendente romance de estreia, Amy Zhang, que nasceu na China e mora no estado de Nova York, aborda temas como abandono, bullying, depressão e suicídio com uma narrativa crua e pungente que vai arrebatar os fãs de obras como As vantagens de ser invisível, Nuvens de Ketchup e Meu coração e outros buracos negros, entre outros. Na trama, Liz é resgatada por Liam, um garoto que ela sempre desprezou, mas talvez uma das poucas pessoas ao seu redor capaz de enxergá-la além das aparências. Envolvente e emocionante, o livro – que prende também pelo mistério se a protagonista vai ou não sobreviver (e que só é revelado no final) – mostra a fragilidade, a solidão e os dilemas dos jovens de forma sensível e sincera." - Skoob

Separei esse livro para ler agora em setembro por causa do #SetembroAmarelo, campanha de conscientização e prevenção do suicídio. Já estou lendo ele, inclusive já passei bem mais da metade. Estou intrigada sobre quem está narrando e espero me surpreender, mas a história não está me agradando tanto quanto eu queria. Conto mais quando eu postar lá em outubro sobre as minhas leituras desses dois meses.

O MENINO QUE DESENHAVA MONSTROS de Keith Donohue: "Um livro para fazer você fechar as cortinas e conferir se não há nada embaixo da cama antes de dormir.

Jack Peter é um garoto de 10 anos com síndrome de Asperger que quase se afogou no mar três anos antes. Desde então, ele só sai de casa para ir ao médico. Jack está convencido de que há monstros embaixo de sua cama e à espreita em cada canto. Certo dia, acaba agredindo a mãe sem querer, ao achar que ela era um dos monstros que habitavam seus sonhos. Ela, por sua vez, sente cada vez mais medo do filho e tenta buscar ajuda, mas o marido acha que é só uma fase e que isso tudo vai passar.

Não demora muito até que o pai de Jack também comece a ver coisas estranhas. Uma aparição que surge onde quer que ele olhe. Sua esposa passa a ouvir sons que vêm do oceano e parecem forçar a entrada de sua casa. Enquanto as pessoas ao redor de Jack são assombradas pelo que acham que estão vendo, os monstros que Jack desenha em seu caderno começam a se tornar reais e podem estar relacionados a grandes tragédias que ocorreram na região. Padres são chamados, histórias são contadas, janelas batem. E os monstros parecem se aproximar cada vez mais.

Na superfície, O Menino que Desenhava Monstros é uma história sobre pais fazendo o melhor para criar um filho com certo grau de autismo, mas é também uma história sobre fantasmas, monstros, mistérios e um passado ainda mais assustador. O romance de Keith Donohue é um thriller psicológico que mistura fantasia e realidade para surpreender o leitor do início ao fim ao evocar o clima das histórias de terror japonesas." - Skoob 

Eu estou muito curiosa para ler esse livro, que vai ser minha leitura de outubro (Halloween!). Ele promete ter um clima assustador e eu espero muito gostar e me surpreender com a história.

Abraços e até a próxima!

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

LEITURAS DO MÊS: Agosto 2018


Olá. Estamos quase na metade do mês de setembro, mas ainda dá tempo de comentar minhas leituras de agosto, certo? Em agosto consegui cumprir minha TBR do mês (TBR de agosto) lendo os três livros que havia proposto e que estava muito animada para começar. Também consegui adicionar um livro que fiquei extremamente feliz por ter lido. Todas as leituras foram envolventes e entre elas tiveram dois livros favoritados. Confira abaixo o que eu achei de cada leitura:


HEROÍNAS | Laura Conrado, Pam Gonçalves e Ray Tavares | Galera Record | Nota 5/5 + 

"Não faltam heróis. Dos clássicos às histórias contemporâneas os meninos e homens estão por todo lugar. Empunhando espadas, usando varinhas mágicas, atirando flechas ou duelando com sabres de luz. Mas os tempos mudam e já está mais do que na hora de as histórias mudarem também. Com discussões feministas cada vez mais empoderadas e potentes, meninas e mulheres exigem e precisam de algo que sempre foi entregue aos meninos de bandeja: se enxergar naquilo que consomem.

Este é o livro de um tempo novo, um tempo que exige que as mulheres ocupem todos os espaços, incluindo a literatura.

Laura Conrado imaginou as Três mosqueteiras como veterinárias de uma ONG, que de repente contam com a ajuda de uma estudante que não hesita em levantar seu escudo para defender os animais.

A Távola Redonda de Pam Gonçalves é liderada por Marina, que diante do sumiço do dinheiro que os alunos de sua escola pública arrecadaram para a formatura, desembainha a espada e reúne um grupo de meninas para garantirem a festa que planejaram.

E Roberta é a Robin Hood de Ray Tavares. Indignada com a situação da comunidade em que vive, a garota usa sua habilidade como hacker para corrigir algumas injustiças.

Este é um livro no qual as meninas salvam o dia. No qual elas são o que são todos os dias na vida real: heroínas. Finalmente." - Skoob


Histórias contemporâneas com garotas corajosas e determinadas a fazer o bem. GIRL POWER da primeira até a última página, com escritas maravilhosas e heroínas para torcer e se inspirar. Eu devorei cada um dos contos e amei as releituras dos clássicos para histórias modernas e com garotas como protagonistas que se juntam para lutar a favor do bem.

UMA POR TODAS, TODAS POR UMA, de Laura Conrado | Nota 4/5


Esse conto foi o meu primeiro contato com a escrita da autora, que descobri ser extremamente fluida e gostosinha de ler.

A partir do momento que a Dani, nossa protagonista, conhece a Agnes, uma das mosqueteiras, foi impossível largar o livro. Me identifiquei diversas vezes com ela, com alguns de seus sentimentos e pensamentos.

O conto mostra a força de mulheres incríveis e as mudanças que elas podem fazer quando se juntam e ouvem umas as outras. 

O romance é fofinho, mas é deixado como segundo plano, pois o foco são as mulheres do conto: Agnes, Poli, Aline e Dani, as mosqueteiras e heroínas. A mãe da Dani, Consuelo, também é uma ótima personagem. 

Um detalhe muito legal é que no conto da Laura há coisas como ENEM, dedicação aos estudos, faculdade, estágios, e isso é a realidade dos jovens contemporâneos.

FORMANDOS DA TÁVOLA REDONDA, de Pam Gonçalves | Nota 4.5/5

A escrita da Pam já é bem característica para mim. É leve, ágil, divertida e consegue tocar em certos assuntos de uma maneira incrível. 

Marina é uma garota que sente uma pressão sobre si, pois além de ela ser filha de uma professora da escola, ela também assume a responsabilidade de entrar na comissão para planejar a formatura com várias outras garotas. Uma coisa muito bacana é que a Marina vai aprendendo muito sobre si mesma e vai se descobrindo.

A Pam conseguiu escrever uma cena maravilhosa e muito GIRL POWER que eu li gritando, haha. Sobre o final, que a própria Pam queria muito saber a reação dos leitores, eu gostei muito, mas já tinha sacado bem antes o que iria acontecer, mas claro, não sabia como se desenrolaria.

A amizade entre as seis garotas é muito legal e a união é linda. Elas confiaram umas nas outras e se dedicaram ao trabalho de realizar uma ótima formatura.

ROBIN, A PROSCRITA, de Ray Tavares | Nota 5/5 + 

Esse conto também foi o meu primeiro contato com a escrita da Ray, e eu fiquei completamente encantada com ele. A autora escreve muito bem e constrói cenas maravilhosamente bem também. O humor é sensacional e a interação dos personagens é muito, muito boa.

Eu fui sendo envolvida aos poucos, pois achei o conto da Ray o mais diferente. Ele tem uma carga dramática maior e um contexto onde há várias críticas sociais. Uma coisa que eu amei muito foi o romance, ahhhh! 

Os personagens são incríveis, mesmo tendo poucas páginas para o desenvolvimento deles, a Ray conseguiu nos apresentar personagens muito cativantes e nos fazer ficar envolvido na trama os acompanhando. Eu não queria nunca que o conto acabasse. 

A Roberta é uma garota em busca de justiça e nos provou que uma mulher pode ser corajosa, durona e também frágil. Só digo uma coisa: estou doida para ler Os 12 Signos de Valentina!


OS DOIS MUNDOS DE ASTRID JONES | A.S. King | Gutenberg | Nota 4/5

"“O movimento é impossível.” É o que Astrid Jones, 17 anos, aprendeu na sua aula de filosofia. E, vivendo na pequena cidade em que mora, ela começa a acreditar que isso é mesmo verdade. São sempre as mesmas pessoas, as mesmas fofocas, a mesma visão de mundo limitada, como se estivessem todos presos em uma caverna, nunca enxergando nada além.

Nesse ambiente, ela não tem com quem desabafar suas angústias, e por isso deita-se em seu jardim, olha os aviões no céu, e expõe suas dúvidas mais secretas aos passageiros, já que eles nunca irão julgá-la. Em seu conflito solitário, ela se vê dividida entre dois mundos: um em que é livre para ser quem é de verdade e dar vazão ao que vai em seu íntimo, e outro em que precisa se enquadrar desconfortavelmente em convenções sociais.

Em um retrato original de uma garota que luta para se libertar de definições ultrapassadas, este livro leva os leitores a questionarem tudo e oferece esperança para aqueles que nunca deixarão de buscar o significado do amor verdadeiro." - Skoob

A leitura desse livro foi o meu primeiro contato com a autora A.S. King. Eu amei a escrita dela, que é bem ágil. A narrativa da Astrid é muito boa. Ela é uma protagonista incrível, divertida e inteligente.

Eu amei o realismo mágico, a conexão entre o amor que a Astrid manda/perguntas que ela faz com o que acontece aos passageiros nos aviões. Eu achei genial e amei muito o final do livro.

Há representatividade na história, que aborda aceitação, insegurança, família, amizade, levantando também outros questionamentos muito bacanas por meio da Filosofia, que tem um papel muito interessante e importante na história. Eu fiquei indignada com a família da Astrid e com a cidade preconceituosa e cheia de julgamentos onde ela vive.

Não é um livro com grandes reviravoltas, mas tem diálogos muito bons e acompanhamos Astrid com suas dúvidas e sentimentos e nos passando a mensagem de que não importa o que os outros pensam a seu respeito, você só precisa ser feliz com quem você é.


ANNA E O PLANETA | Jostein Gaarder | Seguinte | Nota 3.5/5

"Pouco antes de completar dezesseis anos, Anna começa a receber mensagens em seus sonhos. Preocupados, os pais resolvem levá-la a um psiquiatra, mas o médico não acha que existe algo errado com ela. Na verdade, o excêntrico dr. Benjamin acredita que parte do que ela vê nos sonhos é real, como o agravo do aquecimento global e a consequente extinção de vários animais. Ele está certo, pois Anna está observando o mundo através dos olhos de Nova, sua bisneta que vive em 2082 e está prestes a fazer dezesseis anos. O mundo está desolado e Nova se sente cada dia mais revoltada com as gerações anteriores. Quanto mais Anna enxerga o futuro em seus sonhos, mais ela percebe que deve agir no presente. Mas será que ela vai conseguir agir rápido o suficiente para evitar que suas visões se tornem reais?" - Skoob

Eu, sinceramente, esperava mais desse livro. A sinopse é incrível e instigante, e eu achava que a história iria por um caminho, mas foi por outro.

A escrita do Jostein Gaarder é simples e em alguns momentos me deixou bem intrigada sobre o que poderia acontecer, porém às vezes também fiquei confusa.

Não me apeguei aos personagens, porém a história tem um texto impactante sobre como o planeta pode ficar daqui a menos de 100 anos. É assustador como o ser humano usa a natureza e acha que não vai haver consequências.

O livro levanta várias questões importantes e informações que são verdadeiros tapas na cara. Fala sobre como o homem tem a consciência, mas não a usa para o bem. E também que as pessoas que habitam o planeta hoje deveriam pensar em seus descendentes e querer um mundo melhor para eles.


A SOCIEDADE LITERÁRIA E A TORTA DE CASCA DE BATATA | Mary Ann Shaffer e Annie Barrows | Rocco | Nota 5/5 + 

"O título conta a história de Juliet Ashton, uma escritora em busca de um tema para seu próximo livro. Ela acaba encontrando-o na carta de um desconhecido de Guernsey, Dawsey Adams, que entra em contato com a jornalista para fazer uma consulta bibliográfica. Começa aí uma intensa troca de cartas a partir da qual é possível identificar o gosto literário de cada um e o impacto transformador que a guerra teve na vida de todos. As correspondências despertam o interesse de Juliet sobre a distante localidade e narram o envolvimento dos moradores no clube de leituras – a Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata –, além de servirem de ponto de partida para o próximo livro da escritora britânica.

O clube, criado antes de existir de fato, foi formado de improviso, como um álibi para proteger seus membros dos alemães. O que nenhum dos integrantes da Sociedade imaginava era que os encontros pudessem aproximar os vizinhos, trazer consolo e esperança e, principalmente, auxiliar a manter, na medida do possível, a mente sã. As reflexões e as discussões a respeito das obras os livraram dos pensamentos sobre as dificuldades que enfrentavam e ainda serviram para aproximar pessoas de classes e interesses tão díspares, de pescador a frenólogo, de dona de casa a enfermeira.

Instigada pela força dos depoimentos, a jornalista decide visitar Guernsey, onde a convivência com as pessoas que conheceu por cartas e a descoberta sobre as experiências dos ilhéus lhe dão uma nova perspectiva. A viagem proporciona à escritora mais do que material para seu livro. Guernsey oferece a chance de recomeçar após a Guerra, fazer amizades sinceras e encontrar o amor – em suas diversas formas. O que ela encontra por lá, e as relações que trava, mudam sua vida para sempre. " - Skoob

Eu ainda não mostrei esse livro devidamente aqui no blog, mas vou postar em breve um Book Haul. Eu comprei ele depois de assistir ao filme da Netflix. Quando descobri que a história tinha livro eu fiquei muito empolgada para ler. A Sociedade Literária e a Torta de Casca de Batata, que aliás tem o melhor título de todos os tempos, é o livro que adicionei na TBR de agosto quando faltavam alguns dias para o mês acabar, e assim terminei o livro no começo de setembro.

A história, que se passa logo após a Segunda Guerra Mundial, tem sua narrativa por meio de cartas e é extremamente envolvente. A história possui um senso de humor único mas também vários momentos tocantes. Muitas histórias de perdas e sofrimento são contadas, pois a guerra marcou de diversas formas as vidas dos moradores da ilha de Guernsey. Mas os livros tiveram um papel fundamental para essas pessoas enquanto passavam por dias difíceis durante a Ocupação Nazista. Elas encontraram conforto nos livros e solidariedade e amizade nas pessoas que conheceram e ajudaram. 

Os personagens são muito queridos e especiais, cada um com sua história de vida. Enfim, eu amei demais o livro, pois ele é divertido e emocionante, traz um romance leve e um final adorável.

Abraços e até a próxima!

sábado, 1 de setembro de 2018

Playlist | Escutei em agosto


Olá. Em julho eu não escutei nenhuma música nova, por isso não postei playlist, mas em agosto conheci várias e maravilhosas músicas. Dois momentos me marcaram nesse mês: A duo Anavitória, que eu amo tanto, lançou o disco O Tempo É Agora, e eu fiquei completamente apaixonada. As letras continuam aquela poesia que eu amo, mas tem um algo mais nas músicas que ficou incrível. Minhas favoritas são Ai, Amor; Porque Eu Te AmoCalendárioPreta Dói Sem Tanto.

Resolvi conhecer o álbum da banda Melim e fui fisgada por todas as músicas. Elas são muito gostosinhas de escutar e as minhas favoritas são Meu Abrigo; Ouvi Dizer; Transmissão de PensamentoDois Corações; Confusão; Era Pra Ser Outra Canção Feliz; Maju e Peça Felicidade.

Enfim, amei minha playlist de agosto, que além dos dois discos nacionais cheios de amor, tem também outras músicas muito boas. Se prepara pra chuva de música boa!!! Confira:

 More Than Friends | Jason Mraz ft. Meghan Trainor


Ai, Amor | Anavitória


Porque Eu Te Amo | Anavitória


Calendário | Anavitória


Outrória | Anavitória ft. OutroEu


A Gente Junto | Anavitória


O Tempo É Agora | Anavitória


Preta | Anavitória


Canção de Hotel | Anavitória


Cecília | Anavitória


Dói Sem Tanto | Anavitória


Se Tudo Acaba | Anavitória


Head Held High | Kodaline (assista ao clipe aqui)


Fica Tudo Bem | Silva, Anitta


Meu Abrigo | Melim (assista ao clipe aqui)


Ouvi Dizer | Melim (assista ao clipe aqui)


Transmissão De Pensamento| Melim


Dois Corações | Melim


Confusão | Melim


Era Pra Ser Outra Canção Feliz | Melim


Sabe Lá | Melim


Mergulho No Mar | Melim


Maju | Melim


Peça Felicidade | Melim


Hipnotizou | Melim


Apê | Melim


Avião De Papel | Melim


Viva O Amor | Melim


Uma Lua | Melim


Não Demora | Melim


OneRepublic | Connection


Fonte das imagens da montagem:
Jason Mraz ft. Meghan Trainor | fonte
Anavitória | fonte
Silva, Anitta | fonte 
Melim | fonte

Abraços e até a próxima!