quarta-feira, 12 de julho de 2017

UMA CAIXA CHEIA DE DESVENTURAS E UM LIVRO LGBT | Unboxing #24


Bem-vindos a um unboxing com lombadas bem coloridas!
No final de junho fiz uma compra na Saraiva, pois gostei demais de como ficaram os preços dos livros quando os coloquei no carrinho. A caixa foi entregue dia 11 de julho, terça-feira, um dia antes da data do prazo. Confira abaixo todos os meus novos filhos:



O ELEVADOR ERSATZ, A CIDADE SINISTRA DOS CORVOS, O ESPETÁCULO CARNÍVORO, O ESCORREGADOR DE GELO, A GRUTA GORGÔNEA e O PENÚLTIMO PERIGO de Lemony Snicket: Comprei os volumes 6, 7, 9, 10, 11 e 12, ou seja, os que faltavam para eu completar minha coleção de Desventuras em Série. Minha jornada para encontrar os livros dessa série nos sebos chegou ao fim, pois percebi que valia mais a pena quando comecei a pesquisar os preços na Saraiva. Pretendo ler o terceiro volume ainda esse mês.

Quando eu abri a caixa e comecei a retirar os livros, pensei que não iria parar mais, e fiquei levemente assustada com o número de páginas deles. Eu realmente pensei que seriam finos como os primeiros. E a minha cor favorita das lombadas é, com certeza, a do volume 11, A Gruta Gorgônea.

SIMON VS. A AGENDA HOMO SAPIENS de Becky Albertalli: Com certeza minha segunda leitura de julho, estou muito curiosa sobre esse livro, que vai virar filme, por isso decidi ler ele antes. Amei a edição e como não sou boa em escrever sinopses, confira sobre o que se trata o livro aqui.




Ah! Esqueci de dizer que essa compra foi o meu presente antecipado de aniversário pra mim mesma, pois estou comemorando 21 anos dia 20 de julho :)
Abraços e até a próxima!

sábado, 8 de julho de 2017

Playlist | Escutei em maio e junho


Olá. Quero começar dizendo que fiz uma conta no Spotify e estou completamente apaixonada por ele! Escutei MUITA MÚSICA em maio e junho, e decidi juntar aqui as que mais gostei, fazendo desta uma playlist bem recheada. Sempre as coloco na ordem em que conheci e ouvi, porém foram tantas músicas que dessa vez não vou conseguir fazer assim. Escutei a trilha sonora de Guardiões da Galáxia Vol. 1 e Vol. 2 (muitas e muitas vezes!), a trilha sonora de La La Land mais uma vez, a playlist de Quando a noite cai (escutei ela duas vezes enquanto escrevia a resenha do livro), escutei também muita Selena Gomez, Anavitória, Imagine DragonsKodaline, e muito mais. Confira tudo abaixo:

♥ Zade | OutroEu


Lovely Night | Ryan Gosling e Emma Stone (La La Land)


Hard Times | Paramore


♥ Work This Body | WALK THE MOON


Bad Liar | Selena Gomez


The Heart Wants What It Wants | Selena Gomez

 

Amores Imperfeitos | Anavitória (Skank Cover)


♥ There's Nothing Holdin' Me Back | Shawn Mendes


♥ Brand New Day | Kodaline


All Comes Down | Kodaline


Pray | Kodaline


♥ Perfect World | Kodaline


Thunder | Imagine Dragons


Believer | Imagine Dragons


Round and Round | Imagine Dragons


Dream | Imagine Dragons


Hooked on a Feelling | Blue Swede


Go All The Way | The Raspberries


Fooled Around And Fell In Love | Elvin Bishop


Come And Get Your Love | Redbone


♥ Escape (The Pina Colada Song) | Rupert Holmes



Mr. Blue Sky | Electric Light Orchestra

 

Fox On The Run | Sweet


The Chain | Fleetwood Mac


♥ Bring It On Home To Me | Sam Cooke


Southern Nights | Glen Campbell


My Sweet Lord | George Harrison


Brandy (You're A Fine Girl) | Looking Glass


Come A Little Bit Closer | Jay & The Americans


Fonte das imagens da montagem:
Guardiões da Galáxia Vol. 2 | fonte
WALK THE MOON | fonte
Selena Gomez | fonte
Anavitória | fonte

Já estou pensando na playlist de julho!
Abraços e até a próxima!

sexta-feira, 7 de julho de 2017

QUANDO A NOITE CAI de Carina Rissi


Título: Quando a noite cai
Autora: Carina Rissi
Editora: Verus
Páginas: 448
Ano: 2017
Nota: 5/5 + 

"Eu amo você. Sempre e para sempre."

Sinopse: Briana Pinheiro sabe que não é a pessoa mais sortuda do mundo. Sempre que ela está por perto algo vai mal, especialmente no trabalho. Por isso é tão difícil manter um emprego. E a garota realmente precisa de grana, já que a pensão da família não anda nada bem.

Mas esse não é o único motivo pelo qual Briana anda perdendo o sono. Quando a noite cai e o sono vem, ela é transportada para terras distantes: um mundo com espadas, castelos e um guerreiro irlandês que teima em lhe roubar os sonhos... e o coração.

Depois de ser demitida — pela terceira vez no mês! —, Briana reúne coragem e esperanças e sai em busca de um novo trabalho. É quando Gael O’Connor cruza seu caminho. O irlandês de olhar misterioso e poucas palavras lhe oferece uma vaga em uma de suas empresas. Só tem um probleminha: seu novo chefe é exatamente igual ao guerreiro dos seus sonhos.

Enquanto tenta manter a má sorte longe do escritório, Briana acaba por misturar realidade e fantasia e se apaixona pelo belo, irresistível e enigmático Gael. Em uma viagem à Irlanda, a paixão explode e, com ela, o mundo de Briana, pois a garota vai descobrir que seu conto de fadas está em risco — e que talvez nem mesmo o amor verdadeiro seja capaz de triunfar...


Olá. Faz um tempão que não escrevo resenhas assim, reunindo fotos, citações e mais palavras sobre o que eu li. Mas sempre que eu leio um livro da Carina Rissi, eu me recuso a não escrever uma resenha completa para ele. Então aqui está a minha opinião sobre o último lançamento da autora e também minha leitura de junho.

É impossível não se apaixonar pela Briana. Gostei dela logo na primeira página. Ela é forte, simpática, inteligente, divertida. Eu ria com ela e dela e torcia muito para que tudo desse certo para ela e sua família.

Conhecemos Gael através dos olhos de Briana, e me apaixonei por ele junto com ela, conhecendo o mocinho aos poucos e suspirando muito.

Os personagens secundários são incríveis e muito queridos, completando a história de um jeito maravilhoso (alguns merecem livros próprios!).


A escrita da Carina Rissi é sempre incrível, porque eu sinto que, ao mesmo tempo que é simples, também transborda emoções. Os diálogos são ótimos, e definitivamente não posso ler outro livro da autora em público, pois é difícil não rir alto ou então ter pequenos ataques em alguns momentos.

Quando a noite cai conta uma história diferente das outras escritas pela autora, porém com o mesmo toque de humor inconfundível e personagens apaixonantes. 


Criei várias teorias sobre o mistério que permeia a história e o significado dos sonhos da Briana, e tudo foi muito intrigante e instigante. Carina Rissi não poderia ter me surpreendido mais. Quando eu pensei que era só aquilo, lendo mais algumas páginas percebi que tinha muito mais acontecendo. 

Eu já gostava da Irlanda por causa da Cecelia Ahern, mas lendo sobre o país no livro, as lendas, os cenários e o verde da paisagem, tive vontade de me transportar imediatamente para lá. Todas as informações e descrições sobre a Irlanda que a Carina trouxe para a história, refletem a pesquisa impecável que ela realizou para escrever o livro.


Depois do último capítulo (que foi divertido e muito lindo) eu queria mais páginas, mais Briana e Gael, mais tempo com os personagens. E fiquei com aquela sensação no peito que se divide em alegria, por ter lido mais um livro da minha escritora nacional favorita, e em tristeza, por ter chegado ao fim de uma história que me me prendeu, me deixou sem fôlego lendo os gestos, os olhares, os diálogos, as declarações, os momentos fofos e divertidos.

Apesar do começo lento, porém engraçado, e de alguns clichês, tudo foi genial e o resultado foi um casal lindo, um amor arrebatador, momentos emocionantes, uma magia diferente e uma história linda, apaixonante, instigante, divertida e muito bem construída.

"Porque, onde há amor, a esperança continua existindo." - página 414

Abraços e até a próxima!

domingo, 18 de junho de 2017

LEITURAS DO MÊS: Abril e maio 2017


Olá. Vim trazer as minhas leituras dos meses de abril e maio. Em abril li apenas um livro e que foi um dos melhores do ano. Em maio consegui encaixar três livros, e aí teve favorito, leitura divertida e uma nem tão boa assim. Como ultimamente não estou escrevendo resenhas completas, abaixo você confere minha opinião sobre minhas últimas leituras:


O SOL É PARA TODOS | Harper Lee | José Olympio | Nota 5/5 + 

"Um livro emblemático sobre racismo e injustiça: a história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 e enfrenta represálias da comunidade racista. O livro é narrado pela sensível Scout, filha do advogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça.
O sol é para todos, com seu texto “forte, melodramático, sutil, cômico” (The New Yorker) se tornou um clássico para todas as idades e gerações." - Skoob

Eu li O Sol é Para Todos em abril. Ele foi minha única leitura desse mês. E foi maravilhoso. Só que como abril foi o mês de provas na faculdade, eu li o livro aos pouquinhos. Um capítulo antes de dormir, mais alguns no fim de semana. O mais incrível foi que sempre que eu retomava a leitura, e uma vez foi depois de uma semana sem pegar ele para ler, eu conseguia me conectar facilmente com a história, a escrita e os personagens. Eu me envolvia, mergulhava na história como se nunca tivesse parado.

Eu amei, amei, amei o livro. Depois que assisti a adaptação (e amei muito!) quis ler o livro. Como faz um tempinho que li (e queria muito ter feito um post só para ele), já esqueci algumas primeiras impressões que tive ao virar a última página do livro. Um detalhe que eu lembro que queria abordar na resenha é que no livro conhecemos personagens que não aparecem no filme. Por exemplo, os tios das crianças, tia Alexandra e tio Jack. E também conheci mais da srta. Maudie e da sra. Dubose, além de alguns acontecimentos que não foram colocados na adaptação.

Racismo, preconceito entre classes sociais, assuntos vistos pelos olhos de uma menina, com toda sua inocência e opinião forte. Os diálogos, pensamentos e questões levantadas por Scout. Cada capítulo era um tapa na cara por causa de algo que Scout tenha dito, feito ou perguntado. Tudo o que ela aprende com Atticus, as aventuras com Jem e Dill.

Sei da existência de Vá, Coloque Um Vigia, mas eu já li alguns comentários positivos e negativos sobre a continuação, e depois de descobrir certos acontecimentos, decidi que não vou ler. Prefiro ficar com a sensação maravilhosa de quando terminei O Sol é Para Todos.

Enfim, eu tinha tanta coisa para escrever sobre esse livro na época em que terminei. Mas o importante é que eu li e que ele virou um dos meus livros favoritos da vida. Scout é uma protagonista para guardar no coração. E a capa do livro também, que é linda demais.


UNIVERSOS AFINS | Rainbow Rowell | Novo Século | Nota 5/5 + 

"Estar numa fila não é uma situação das mais agradáveis. Porém, para a jovem Elena, acampar na frente do cinema só para acompanhar a estreia do mais novo Star Wars é nada menos que uma grande jornada. O problema é que em dias de internet (e compras de ingressos on-line), essa vibe de fila não é compartilhada por muitos outros fãs. Ao chegar ao cinema, dias antes da estreia, só há mais duas pessoas ali acampadas: Gabe e Troy, que entendem a fila como um ritual obrigatório para tornar aquela experiência algo realmente memorável. Universos afins é um saboroso conto geek sobre expectativas e sobre compartilhar paixões. Rainbow Rowell mais uma vez apresenta uma obra inocente e engraçada, com aquela pontinha de nostalgia que nos deixa com um nó na garganta, como há muito tempo atrás, numa galáxia muito, muito distante." - Skoob

Com uma escrita fluida e envolvente, a leitura de Universos Afins foi fácil, pois foi uma história gostosinha, divertida e com ótimos diálogos.

O final é demais e me fez querer mais páginas para eu continuar na companhia de Elena, Gabe e Troy. A história é fofa e geek, e conta sobre a paixão de três pessoas por Star Wars. E como eu gostaria de ter na vida real os diálogos dos personagens.


LIGAÇÕES | Rainbow Rowell | Novo Século | 4/5

"Georgie McCool sabe que seu casamento está estagnado. Tem sido assim por um bom tempo. Ela ainda ama seu marido, Neal, e ele também a ama, profundamente – mas o relacionamento entre eles parece estar em segundo plano a essa altura.
Talvez sempre esteve em segundo plano.
Dois dias antes da tão planejada viagem para passar o Natal com a família do marido em Omaha, Georgie diz a ele que não poderá ir, por conta de uma proposta de trabalho irrecusável. Ela sabia que ele ficaria chateado – Neal está sempre um pouco chateado com Georgie –, mas não a ponto de fazer as malas e viajar sozinho com as crianças.
Então, quando Neal e as filhas partem para o aeroporto, ela começa a se perguntar se finalmente conseguiu. Se finalmente arruinou tudo.
Mas Georgie estava prestes a descobrir algo inacreditável: uma maneira de se comunicar com Neal no passado. Não se trata de uma viagem no tempo, não exatamente, mas ela sente como se isso fosse uma oportunidade única para consertar o seu casamento – antes mesmo de acontecer…
Será que é isso mesmo o que ela deve fazer?
Ou ambos estariam melhor se o seu casamento jamais tivesse acontecido?" - Skoob

Ligações foi um livro divertido. Os diálogos, situações e pensamentos da Georgie foram muito engraçados. A ideia do telefone foi incrível. Eu gosto muito da escrita da autora, e acho que só agora percebi isso, mesmo depois da leitura de Universos Afins. Na metade do livro eu achei a trama um pouco cansativa, repetitiva talvez, mas gostei dos últimos capítulos. 

Acredito que minhas cenas favoritas foram as de quando Georgie lembrava do passado, de quando conheceu Neal, das conversas entre eles, do casamento, de quando falava sobre o início da vida de casados, das filhas. O humor foi algo que me marcou, e achei a leitura uma experiência muito boa, notando que gosto mais quando a autora escreve sobre a vida de pessoas adultas e seus problemas. Ah, e o trabalho gráfico do livro está lindíssimo.


O FUTURO DE NÓS DOIS | Jay Asher & Carolyn Mackler | Galera Record | Nota 3/5

"É 1996, e menos da metade dos alunos das escolas de ensino médio nos Estados Unidos já tinham usado a internet. Emma acaba de ganhar o primeiro computador e um CD-ROM da America Online de Josh, seu melhor amigo. E ao instalar o programa, logo no primeiro acesso, descobrem que acabam de entrar no Facebook, dali a quinze anos. Todos se perguntam como será o futuro. Josh e Emma estão prestes a descobrir..." - Skoob

Eu esperava mais desse livro. Não me apeguei a nenhum personagem, não consegui me importar com eles. No máximo gostei da Kellan, amiga da Emma, que tinha opiniões bem legais.

Os capítulos são bem curtos, então a leitura foi fluida, porém não foi envolvente. Eu estava lendo para chegar ao fim, para saber o que aconteceria no último capítulo.

Faltando alguns capítulos para acabar, eu fiquei curiosa para saber o rumo final, o que estaria naquelas últimas páginas. Mesmo assim achei a história uma fórmula clichê adolescente, apesar de a premissa ser bem interessante, me fazendo começar a leitura com algumas expectativas. Comparei alguns momentos com o livro De Repente Acontece, que eu não gosto nenhum pouco. E como a história se passa em 1996, lembrei muito de O tempo entre nós, e fiquei pensando que Emma e Anna tem o gosto pela corrida em comum, e Josh e Bennett gostam de andar de skate.

Um detalhe que prendeu minha atenção foi que Emma descobre algo que vai acontecer no futuro com uma pessoa, e como é algo sério, ela tenta evitar no presente. E é claro que o livro passa uma mensagem muito bacana: fala sobre vivermos o agora, sobre nos desconectarmos e olharmos ao redor, para o que realmente importa, para as pessoas que amamos e que nos ama (mas fiquei pensando que muitas vezes é pelas redes sociais que as pessoas se encontram, reencontram e se aproximam). Então a nota 3 que eu dei para O Futuro de Nós Dois foi por causa da escrita leve e fluida, da Kellan e de algo que Emma descobre sobre o futuro.

Abraços e até a próxima!