domingo, 24 de janeiro de 2016

LEITURA DE NATAL | O presente do meu grande amor


Título: O presente do meu grande amor: 12 histórias de Natal
Título original: My True Love Gave to Me: Twelve Holiday Stories
Autor: Vários (organização de Stephanie Perkins)
Editora: Intrínseca
Páginas: 352
Ano: 2014
Nota: 5/5 +  

"Doze histórias emocionantes para a melhor época do ano."

Sinopse: Se você gosta do clima de fim de ano e tudo o que ele envolve - presentes, árvores enfeitadas, luzes pisca-pisca, beijo à meia-noite -, vai se apaixonar por O presente do meu grande amor

Nestas doze histórias escritas por alguns dos mais populares autores da atualidade, há um pouco de tudo, não importa se você comemora o Natal, o ano novo, o Chanucá ou o solstício de inverno. 

Casais de formam, famílias se reencontram, seres mágicos surgem e desejos impossíveis se realizam. O pessimismo não tem lugar neste livro - afinal, o Natal é época de esperança.




O presente do meu grande amor é um livro Natalino que reúne doze contos escrito por autores consagrados e organizado pela autora Stephanie Perkins que também possui um conto no livro.

Começo essa resenha um tanto em pânico, pois percebi que enquanto lia O presente do meu grande amor, não escrevi nada sobre cada um dos contos. Isso está me deixando desesperada, pois não lembro exatamente o que senti ao longo da leitura de cada um deles, e estou quase sem palavras e memórias para expressar a minha opinião sobre o livro.

Eu fiquei com O presente do meu grande amor durante um ano na estante. Uma das primeiras coisas que pensei depois que comprei e quando de fato abri e folheei o livro, foi que ele tinha as mais belas orelhas que já tinha visto. E também esperava que fosse ser fofo e divertido. Que bom que não me enganei. Ah, e as orelhas continuam sendo as melhores.

Levei um mês e mais alguns dias (sim, iniciei 2016 lendo um livro de Natal) para ler todo o livro, e isso pode significar duas coisas: a) o livro foi cansativo, e demorou todo esse tempo para ler, e b) o livro foi incrível, eu apenas não consegui ler ele em menos tempo pois dezembro é um mês agitado e por causa do meu trabalho eu ficava exausta para ler, então em vários dias ele ficou parado, ou mesmo guardado um dia inteiro na minha bolsa. Parabéns, você acertou se escolheu a opção B.



O presente do meu grande amor é um livro repleto de personagens muito bem desenvolvidos. Apesar de o livro trazer contos, e isso significar histórias curtas, achei os personagens e os enredos muito bem construídos, e nenhum deixando de ter um fim. Alguns eu queria que continuassem, claro, de tão bons que eram.

O presente do meu grande amor não reúne apenas histórias de Natal. Nos contos comemora-se o ano novo, o nascimento de Jesus, o Chanucá, o Solstício de Inverno, o Natal no verão. Celebra-se também o amor, a amizade, os encontros, a compaixão, o lar, a família, a liberdade, a magia, os sonhos.

"Existem dois tipos de criança. As que acreditam e as que não acreditam. A cada ano, parece haver no mundo menos crianças que acreditam. Papai diz que não é fácil pedir a uma criança que acredite em algo que ela não pode ver, que isso em si é uma mágica. Diz que, se você tem essa mágica dentro de si, deve protegê-la por toda a vida e nunca deixar que se perca, porque, uma vez perdida, é para sempre." - página 104

Há contos de fantasia e contos contemporâneos. E foi legal essa magia estar presente em certos contos. Há personagens mágicos, seres, adolescentes, neve caindo, sol, estrelas, nevascas, contagem regressiva, comidas especiais, protagonistas incríveis.



Amei a escrita de todos os doze autores. Cada um escreveu brilhantemente bem, e isso contribuiu muito para a leitura do livro ser deliciosa. 

Como os contos não são interligados, ou seja, não são uma história só que cada autor escreveu um pouco, cada um tem um ritmo, uma história diferente, uma lição diferente.

Apesar de muitos contos se passarem no mundo real, todos eles têm algo de mágico, algo de acolhedor e bonito, como o Natal. E em todos eles você vai encontrar romances leves. O que eu amei muito.


"Connor diz que presentes não são importantes, mas eu acho que são, não pelo quanto você paga por eles, mas sim pela oportunidade que oferecem de dizer Eu entendo você." - página 151

Não vou escrever sobre o que se trata as histórias dos contos, e sim o  que eu achei de cada um deles.



♥ MEIAS-NOITES (Midnights) de Rainbow Rowell: É o conto mais fofo do livro. Tenho certeza de que eu tinha muito mais coisas para falar sobre ele na hora em que o acabei. Mas é totalmente apaixonante. Mags e Noel, a narrativa da autora, a história simples e que me deixou repleta de borboletas no estômago e sorrindo sem parar. Meias-noites é o meu favorito.

A DAMA E A RAPOSA (The Lady and the Fox) de Kelly Link: É o conto que, infelizmente, menos gostei. Fiquei intrigada com o enredo, porém os personagens não me cativaram.

ANJOS NA NEVE (Angels in the Snow) de Matt de la Peña: Lembro apenas que gostei muito da narrativa pelo ponto de vista do Shy. Nunca tinha lido nada do autor, mas gostei do ritmo da história.

ENCONTRE-ME NA ESTRELA DO NORTE (Polaris Is Where You'll Find Me) de Jenny Han: Esse é um conto mágico. Têm duendes, presentes, baile, protagonista adotada pelo Papai Noel e que vive no Polo Norte. Amei o conto e queria que continuasse, pois o final me deixou sem chão.

É UM MILAGRE DE YULE, CHARLIE BROWN (It's a Yuletide Miracle, Charlie Brown) de Stephanie Perkins: Esse conto foi fofo e apaixonante. É a Stephanie, e ela sempre arrasa com sua narrativa leve e divertida. Amei muito também.

" - Sempre me senti sortudo por morar em um lugar onde a neve é rara, sabe? É a raridade que a torna tão especial.
- Isso poderia ser dito sobre um monte de coisas.
- Verdade.
North ficou olhando para ela. Seu sorriso cresceu.
Marigold também sentia isso. Sentia quanto North era raro e especial. Aquela noite também. Ela desejava que pudesse durar para sempre." - página 142

PAPAI NOEL POR UM DIA (Temporary Santa) de David Levithan: Esse conto eu li em um dia e me encantei por ele. É curto, a narrativa é fluida, a história é divertida e em um certo momento tocante e bonita. David Levithan arrasou criando esse conto.




KRAMPUSLAUF (Krampuslauf) de Holly Black: No começo desse conto eu fiquei confusa com os personagens. Lendo mais um pouco, fui me interessando pela história, e no final achei bacana.

QUE DIABO VOCÊ FEZ, SOPHIE ROTH? (What the Hell Have You Done, Sophie Roth?) de Gayle Forman: Lembro que a escrita da autora está maravilhosa no conto, fluida e divertida. Gostei da protagonista e dos diálogos. Favoritei esse também.

BALDES DE CERVEJA E MENINO JESUS (Beer Buckets and Baby Jesus) de Myra McEntire: Gostei bastante do conto, mas não se tornou favorito. Lembro que gostei do rumo da história e o que os personagens aprendem.

" - Você ficou tão cego pelas expectativas que não consegue ver a verdade. As confusões, as brincadeiras... isso não faz de você uma pessoa má. - Ela inclinou o corpo na minha direção. - Eles fazem de você você. Você tem muito a oferecer, Vaughn. E Natal tem a ver com novos começos." - página 242

BEM-VINDO A CHRISTMAS, CALIFÓRNIA (Welcome to Christmas, CA) de Kiersten White: Gostei muito do que esse conto trouxe. Ele fala sobre lar, família, pensar no próximo. O final é muito legal e me deixou feliz pela leitura.

ESTRELA DE BELÉM (Star of Bethlehen) de Ally Carter: Esse foi um conto que me deixou curiosa, emocionada, feliz. Gostei muito da história, dos personagens, do romance leve e de como tudo termina. Se tornou favorito com certeza.


"Cantei porque é isso que eu faço quando estou feliz e quando estou triste. Cantei porque essa é a melhor versão possível de mim. Cantei porque, enquanto segurava a mão de tia Mary, eu não estava sozinha.
Cantei porque era Natal." - página 313

A GAROTA QUE DESPERTOU O SONHADOR (The Girl Who Woke the Dreamer) de Laini Taylor: Esse é um conto fantástico. Aos poucos fui entendendo a história, e então fiquei fascinada pelo o que a autora criou em poucas páginas. Fala sobre liberdade, coragem, amor. Não virou favorito, mas, particularmente, acho que foi um conto que fechou o livro perfeitamente.

O presente do meu grande amor foi um livro incrível, reunindo grandes autores e suas grandes histórias. Os contos me inseriram no clima Natalino muito bem, com neve ou não, com presentes ou não, com Papai Noel ou não. Vale muito a pena ler.


"Eles tinham outras coisas a fazer: todas as coisas. Todas, sonhadas e não sonhadas, nos quatro cantos do mundo.
Amém." - página 350

A arte gráfica do livro está linda demais. Adoro a ilustração da capa com todos os casais, as orelhas, as folhas amareladas, a fonte dos títulos dos contos, a fonte das histórias. 

Abraços e até a próxima!

Nenhum comentário:

Postar um comentário